BC prova que Guedes mente: Prévia do PIB tem queda de 0,27% em setembro

Foto:reprodução

Em viagem a Dubai, o ministro da Economia apresentou dados distorcidos sobre a economia brasileira para atrair investidores

O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central, divulgado nesta terça-feira (16), que serve como “prévia” do Produto Interno Bruto (PIB), registrou queda de 0,27% em setembro.

Na comparação anual, o índice revela uma alta de 1,52%. Para o ano, o indicador acumula alta de 5,88% e, em 12 meses, de 4,22%.

Dessa maneira, o número negativo confirma o desaquecimento da economia no terceiro trimestre.

Guedes mente sobre crescimento da economia


Em viagem a Dubai, o ministro Paulo Guedes mentiu ao dizer que o “Brasil cresce acima da média mundial”.

“O Brasil foi uma das economias que menos caíram, voltaram mais rápido, criaram mais empregos e estamos crescendo, também, acima da média mundial. Isso, graças à orientação do nosso presidente de não deixar nenhum brasileiro para trás durante a pandemia”, afirmou.

Guedes também contraria dados da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômicos (OCDE), que em setembro estimou que o Brasil crescerá menos que a média mundial em 2021 e em 2022.

Segundo a OCDE, o Brasil deve crescer 5,2% neste ano, abaixo dos 5,7% da média mundial e bem atrás de países como China (8,5%), Turquia (8,4%), Argentina (7,6%), Espanha (6,8), Reino Unido e Índia (6,7%).

Sob o comando de Guedes, o crescimento da economia brasileira também ficará abaixo da média dos países do G20, de 6,1%. Para 2022, o Fundo Monetário Internacional (FMI) projeta que o Brasil terá um crescimento pífio, de 1,5%, o menor entre todos os membros do G20. A Índia lidera o ranking, com projeção de 8,5%.

Guedes mente sobre o crescimento do Brasil

Guedes ainda mentiu descaradamente projetando que o Brasil crescerá “5,5% esse ano”, um porcentual que não encontra lastro nem nas projeções da própria equipe econômica.

A Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia estimou, em boletim divulgado em setembro, que o PIB brasileiro crescerá 5,3% no ano.

Já o boletim Focus, do Banco Central, que vem reduzindo semana a semana a previsão, estimou que o país crescerá 4,93% no último dia 8.

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a Selic de 6,25% para 7,75% ao ano, e as previsões do mercado indicam que a taxa possa superar os 10% em 2022, como parte da estratégia do BC para conter a alta da inflação.

Via Revista Forum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *