Queiroga obedece Bolsonaro e marca data para fim de uso de máscaras

Em conversas particulares, o ministro da Saúde afirma que acredita na eficácia do método, mas não concorda com a obrigatoriedade

Foto: Isac Nóbrega/PR

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, já tem uma data para o governo federal recomendar o fim da obrigatoriedade das máscaras em lugares abertos no Brasil: novembro.

Para o ministro, com a queda dos números da Covid-19, a pasta poderá orientar o fim do uso da máscara em ambientes abertos/ao ar livre a partir de novembro deste ano.

De acordo com os dados divulgados diariamente, a média móvel de casos de Covid-19 no Brasil foi de 15.336, o menor número desde 20 de maio de 2020, quando a pandemia, ainda no início, registrou 14.647 infecções, em média.

Mas, apesar da previsão para recomendar o fim do uso da máscara em locais abertos, o médico tem dito que é favorável ao uso, mas contra a sua obrigatoriedade em lei.

De acordo com o site Metrópoles, a postura de Queiroga é fruto de uma pressão do presidente Bolsonaro.

Via Revista Forum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *