Justiça autoriza condução coercitiva de lobista da Precisa Medicamentos à CPI da Covid

O advogado Marconny Faria é apontado como lobista da Precisa Medicamentos

Foto: reprodução

A Justiça Federal de Brasília autorizou nesta segunda-feira (13) a condução coercitiva do advogado Marconny Faria, apontado como lobista da Precisa Medicamentos. Ele deve prestar depoimento à CPI da Covid no Senado na quarta-feira (15), informa a CBN. 

Marconny alegou dores pélvicas e não compareceu ao depoimento no dia 2 deste mês. O médico que preparou o atestado voltou atrás e afirmou “uma simulação por parte do paciente”.

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia havia rejeitado o pedido da defesa de Faria requisitando que ele fosse autorizado a não comparecer à comissão. 

Via Brasil 247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *