Funcionários fantasmas de Carluxo usaram endereço de Bolsonaro na Receita e na Câmara

Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles

Quatro funcionários de Carluxo usaram o endereço de Jair Bolsonaro na Receita Federal ou na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Eles são suspeitos de serem “fantasmas” no gabinete do vereador. No então endereço chegavam comunicações fiscais e administrativas dos contratados por Carlos. À época, o então deputado era casado com Ana Cristina Valle e morava na Barra da Tijuca (RJ).

Gilmar Marques (ex-cunhado de Ana Cristina), André Luís Procópio (irmão de Cristina), Andrea Siqueira Valle (irmã de Ana Cristina) e Marta da Silva Valle (cunha de Cristina) usaram o endereço de Bolsonaro para o cadastro.

Essas informações constam na denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro contra Carlos, informa a Folha. Ele é acusado de organização criminosa, lavagem de dinheiro, peculato e apropriação indébita.

Funcionários de Carluxo não moravam no Rio

Apesar do endereço constar na Barra da Tijuca, os quatro assessores não moravam no município do Rio. André e Andrea viviam em Resende, enquanto Gilmar e Marta, em Minas Gerais.

Uma outra funcionária, Cleide Barbosa mendes, também usou o endereço de Jair mas para abrir três empresas.

Via Diário Do Centro do Mundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *