Rachadinha: quebra de sigilo mira “babá” de Carlos Bolsonaro

Foto: reprodução

Além da quebra de sigilo fiscal e bancário de Carlos Bolsonaro, o MP do Rio mira a “babá” do vereador federal. Andrea Cristina Cruz e sua mãe, Diva de Cruz Martins, estão no pedido do órgão. As duas trabalharam no gabinete de Carluxo.

Andrea integrou a equipe por 14 anos e, em 2013, ao oficializar seu casamento, declarou que trabalhava como “babá”, segundo a coluna de Lauro Jardim no Globo.

A quebra de sigilo de Carlos Bolsonaro

Na última terça (31), o Tribunal de Justiça (TJ) autorizou as quebras de sigilo do filho do presidente. Ele é investigado em inquérito sobre contratação de funcionários fantasmas.

Outras sete empresas e 26 pessoas também tiveram os sigilos quebrados.

É a primeira vez que o Ministério Público aponta possível esquema de “rachadinha” em seu gabinete.

Via Diário do Centro do Mundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *