“O reverendo nesse momento está com o 01”, diz mensagem encontrada no celular de Dominghetti

Três pessoas ligadas ao reverendo Amilton Gomes de Paula, que teria negociado vacinas em nome do governo federal, disseram ao policial militar Luiz Paulo Dominghetti, o negociador de 400 milhões de doses da AstraZeneca, que o religioso se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro em 15 de março.

A informação está nas mensagens encontradas no celular de Dominghetti, apreendido pela CPI da Covid, e reveladas nesta terça (13) pelo “Jornal Nacional”, da TV Globo.

Um auxiliar de Amilton diz ao cabo da PM: “O reverendo nesse momento está com o 01”.

Em outra mensagem, Amilton diz a Dominghetti: “Ontem falei com quem manda! Tudo certo! Estão fazendo uma corrida compliance da informação da grande quantidade de vacinas!”.

A troca de mensagens sugere que Amilton era a conexão do grupo representado por Dominghetti e o Palácio do Planalto.

Indica também que ele tratou sobre os imunizantes com o chefe do Executivo.

Questionado pela TV Globo sobre a quem ele se referia ao dizer que conversou com “quem manda”, o reverendo não soube responder:

“Bom, conversei com quem manda… A gente pode ter assim várias ideias de que quem manda, né?”, afirmou Amilton, ao “Jornal Nacional”.

“Quem manda tem que ver, né? (…) Fico atendendo vocês e, assim, fico sem uma resposta”, concluiu.

VIA DCM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.