“Capitã Cloroquina” Pazuello sobre alerta da crise de oxigênio em Manaus

Mayra Pinheiro disse pasta teve conhecimento da iminente crise de oxigênio no Amazonas em 8 de janeiro. Já o ex-ministro, só dois dias depois

A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, depõe à CPI da Covid no Senado (Foto: Pablo Jacob / O Globo)

Em contradição ao que foi dito pelo ex-ministro Eduardo Pazuello, a secretária do Ministério da Saúde Mayra Pinheiro afirmou à CPI da Covid que a pasta teve conhecimento da iminente crise de oxigênio no Amazonas em 8 de janeiro, confirmando o que foi dito anteriormente por ela em depoimento à Polícia Federal. Ao colegiado, Pazuello insistiu que só soube do problema na noite do dia 10, quando chegou pessoalmente a Manaus.

— Tem uma falha aí de informação. Eu estive em Manaus até o dia 5 (de janeiro), eu voltei, o Ministro teve conhecimento do desabastecimento de oxigênio em Manaus creio que no dia 8, e ele me perguntou: “Mayra, por que você não relatou nenhum problema de escassez de oxigênio?”. Porque não me foi informado — justificou Mayra.

Via O Globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *