Um terço dos mortos no massacre do Jacarezinho não tinha processos criminais na Justiça do Rio

Pesquisa aponta que nove dos 28 mortos pela Polícia Civil do Rio de Janeiro na favela do Jacarezinho na última quinta-feira (06) não eram investigados por algum crime ou nem mesmo foram denunciados à Justiça

Policiais civis durante a operação no Jacarezinho (Foto: Ricardo Moraes/Reuters)

Uma pesquisa realizada neste sábado (08) aponta que nove dos 28 mortos pela Polícia Civil do Rio de Janeiro na favela do Jacarezinho, na última quinta-feira (06), não eram investigados por algum crime ou foram denunciados à Justiça. A investigação foi feita no portal da Corte após a divulgação pela polícia da lista com os nomes dos mortos na chacina do Jacarezinho, que foram classificados como “criminosos”. A lista, no entanto, não trazia detalhes das fichas criminais. 

De acordo com reportagem do Estadão. não foram encontrados processos de tribunal de júri e recursos em segunda instância no nome de nove dos 28 mortos. Apenas três dos 28 mortos eram alvos de mandados de prisão na operação policial. 

Alguns desses processos constam como arquivados – temporária ou definitivamente. A pesquisa foi feita no período de 2001 a 2021. 

Via Brasil 247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.