CPI da Covid: depoimento de Teich é adiado para quarta às 10h

Depoimento do ex-ministro Henrique Mandetta demorou mais do que o esperado. Fala de Nelson Teich ficará para o espaço que seria de Pazuello, adiado sem previsão de data, após alegar que corre risco de infecção de Covid

Nelson Teich, ex-ministro da Saúde (Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), anunciou que o depoimento do ex-ministro da Saúde Nelson Teich foi adiado para quarta-feira às 10h.

O comparecimento de Teich estava programado para a tarde desta terça, mas o depoimento do ex-ministro Henrique Mandetta demorou mais do que o esperado – começou às 10h e não foi encerrado até a publicação desta matéria, às 15h45.

A quarta-feira estava reservada para que os senadores da CPI ouvissem o último ministro da pasta antes do atual, general Eduardo Pazuello. No entanto, Pazuello alegou hoje que não irá comparecer por estar com suspeita de Covid. Após fugir, foi chamado de “covarde” nas redes sociais.

O senador Omar Aziz afirmou que nem que a CPI aguarde os 14 dias de quarentena de Pazuello, mas irá aguardar para ouvi-lo pessoalmente.

O relator da CPI, senador Renan Calheiros, também não engoliu a desculpa. “Faça um teste de Covid e participe da CPI”, defendeu Calheiros durante a audiência desta terça-feira (4) que ouviu o ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta.

Via Brasil 247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *