Ao vivo: Kassio acompanha Gilmar Mendes e STF tem 2 a 1 pela suspeição de Moro

Ministro Nunes Marques vota a favor da decisão que declarou o ex-juiz Sérgio Moro suspeito. Placar está em 2 x 1 pelo entendimento da Segunda Turma

STF, ex-presidente Lula e Sérgio Moro (Foto: STF, Stuckert e ABR)

O Supremo Tribunal Federal (STF) decide nesta quinta-feira (22) se 14 recursos da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não precisam mais ser julgados. Um desses recursos foi julgado na Segunda Turma, que decidiu por 4 a 1 que o ex-juiz Sergio Moro foi parcial ao condenar o ex-presidente no caso do triplex.

O relator da matéria, ministro Edson Fachin defendeu que os 14 recursos “perderam o objeto” e votou por “negar provimento ao agravo regimental” de Lula. 

Já o ministro Gilmar Mendes, presidente da Segunda Turma, votou a favor do recurso da defesa de Lula, contra a posição de Fachin. “Se não zelamos por nossa biografia, zelemos pela biografia do tribunal”, afirmou o ministro. 

O ministro Kassio Nunes Marques, membro da Segunda Turma, acompanhou o voto de Gilmar Mendes. 

Antes, o plenário já decidiu que os processos contra Lula na 13ª Vara Federal de Curitiba devem tramitar na Justiça Federal de Brasília.

Via Brasil247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *