“O Brasil vem cultivando a morte”, diz presidente do Hospital Albert Einstein

O presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein divulgou nesta quinta-feira (25) um pronunciamento gravado em vídeo no qual faz um apelo para que a população mantenha as recomendações cientificamente comprovadas contra a pandemia da Covid-19. (…)

No ano passado, o Hospital Albert Einstein formou uma coalizão com outras instituições, como o HCor, o Hospital Sírio-Libanês, o Hospital Oswaldo Cruz e a Beneficência Portuguesa para a realização do maior estudo sobre hidroxicloroquina feito no país. A conclusão foi de que ela não tem eficácia no tratamento da Covid-19, e inclusive causou “efeitos adversos”, como alterações em exames de eletrocardiograma e indícios de lesão hepática.

“Precisamos voltar a preservar a vida, deixando de ser um país que, infelizmente, vem cultivando a morte. Como presidente do Einstein, uma instituição que tem como missão levar saúde à sociedade por meio de suas atividades no setor privado, mas também público, como médico, como cidadão, eu peço: cuide de si, cuide dos outros, não perca a coragem”, declarou o Dr. Sidney Klajner, em mensagem da Sociedade Albert Einstein. (…)

VIA DCM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *