Associação de prefeitos pede demissão de Pazuello: ‘Necessária, urgente e inevitável’

Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil

A Confederação Nacional de Municípios, entidade que reúne mais de 5.200 prefeituras e é a responsável pela tradicional Marcha para Brasília, divulgou nota nesta terça para pedir a demissão do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, depois de tantos sinais concretos de incapacidade gerencial na pasta.

No texto, a entidade diz “não acreditar que a atual gestão reúna as condições para conduzir” a vacinação a fim de “superar a crise sanitária e possibilitar a retomada do desenvolvimento econômico e social”. E, assim, afirma que “o movimento municipalista entende necessária, urgente e inevitável a troca de comando da pasta para o bem dos brasileiros”.

O presidente da CNM, Glademir Aroldi, argumenta que a “entidade tem acolhido relatos de prefeitas e prefeitos de várias partes de país, indicando a suspensão da vacinação dos grupos prioritários a partir desta semana, em consequência da interrupção da reposição das doses e da falta de previsão de novas remessas pelo Ministério”.

Ainda segundo a nota, a CNM teria feito várias tentativas de diálogo com a atual gestão do Ministério da Saúde, sem sucesso. (…)

Via DCM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *