Flávio Bolsonaro fugiu de acareação e foi para Manaus dançar o “Hit dos Maconheiros” com verba do Senado

Foto: Reprodução

A viagem que Flávio Bolsonaro fez a Manaus e evitou que participasse da acareação com o empresário Paulo Marinho, marcada pelo MPF para apurar um suposto vazamento sobre a Operação Furna da Onça, foi custeada com verba da cota parlamentar.

Em 21 de setembro, data da acareação, Flávio e o irmão, o deputado Eduardo Bolsonaro, apareceram no programa de TV Alerta Manaus, ao lado do apresentador Sikêra Jr e sua equipe, dançando o chamado “hit dos maconheiros”. Eles também seguraram cartazes de “CPF cancelado”, que o programa usa para comemorar a morte de criminosos.

As passagens de Flávio, entre 17 e 21 de setembro, custaram aos cofres públicos R$ 1,3 mil. No período em que esteve em Manaus, o parlamentar eleito pelo Rio postou fotos em atrações turísticas da cidade, ao lado do presidente da Embratur Gilson Machado, com legenda em defesa da atividade.

Via O Globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *