Indicado para o TCU, Jorge Oliveira tentou barrar liberação de leitos em hospitais militares para civis com Covid-19

O ministro Jorge Oliveira, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro ao Tribunal de Contas da União (TCU), tentou barrar uma proposta que destinaria pelo menos 50% de leitos vazios em hospitais militares para civis com Covid-19.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, Oliveira enxergou “comprometimento da segurança militar” na proposta. O Ministério da Defesa, Exército, Aeronáutica e Marinha são atualmente investigados pelo TCU por não ofertarem a civis leitos vazios de unidades militares de saúde em meio ao pior momento da pandemia no Brasil.

“As unidades de saúde atendem não só os militares, mas seus familiares. Eles contribuem para um fundo de saúde. Determinar que as unidades disponibilizem 50% de sua capacidade ociosa pode trazer transtornos de várias ordens”, afirmou Oliveira durante votação sobre o tema no TCU.

“Não se trata de privilégio. O militar não é pior ou melhor do que ninguém, apenas desenvolve uma atividade diferenciada”, completou.

VIA REVISTA FÓRUM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *