Depois de deixar país sem vacinas, Bolsonaro diz que Coronavac “não está comprovada cientificamente”

Mais uma vez contrariando a ciência, a Anvisa e as provas obtidas por cientistas, Jair Bolsonaro contestou nesta sexta-feira (23) a eficácia da Coronavac . “Não está nada comprovado cientificamente com essa vacina aí”, disse

(Foto: ABr | Reuters)

Jair Bolsonaro disse, nesta sexta-feira (22), que “não há nada comprovado cientificamente sobre essa vacina aí”, referindo-se à vacina CoronaVac, único imunizante distribuido no Brasil até o momento. 

“Eu não posso obrigar ninguém a tomar vacina, como um governador um tempo atrás falou que ia obrigar. Eu não sou inconsequente a esse ponto. Ela tem que ser voluntária, afinal de contas, não está nada comprovado cientificamente com essa vacina aí”, disse ele, na porta do Palácio da Alvorada, segundo informou o portal G1. 

Sua fala negacionista fere todas as provas apontadas por cientistas e pela própria Anvisa, que divulgou a segurança do imunizante no último domingo. 

A eficácia e a segurança da CoronaVac foram comprovadas em ensaios clínicos conduzidos no Brasil. No país, a vacina é fabricada pelo Instituto Butantan, em São Paulo, instituição pública de pesquisa ligada ao governo do estado, em parceria com a fabricante chinesa Sinovac. 

Via Brasil247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *