Por falhas de logística, Pazuello deixa 11 estados sem vacina no primeiro dia de imunização

Em ato com governadores, Eduardo Pazuello prometeu entrega até 14h para início da vacinação às 17h. No entanto, muitos estados ainda não receberam as vacinas a tempo

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello Foto: Sandro Pereira/Fotoarena/Agência O Globo

Revista Fórum – Após prometer, logo pela manhã, entregar cotas de vacinas em todos os estados até às 14h desta segunda-feira (18), o general Eduardo Pazuello deixou 11 estados fora do início da imunização, autorizada para começar às 17h. O Rio Grande do Sul foi o último a iniciar a vacinação no final da noite, quando doses da vacina chegaram a Alagoas – outros nove estados ainda não teriam recebido o medicamento.

“A dona Eloina, de 99 anos, moradora de residencial geriátrico, o médico intensivista Jorge Hoher, a kaingang Carla Ribeiro, a auxiliar de higienização Joelma Kazimirski e a técnica de Enfermagem Aline Marques se tornaram símbolos do início da imunização no RS”, publicou o governador gaúcho, Eduardo Leite (PSDB), à 00h40 desta terça-feira.

No Pará, as vacinas só chegaram na madrugada, fato que foi criticado pelo governador Helder Barbalho (MDB) em vídeo publicado nas redes onde afirma que a previsão original de entrega era até as 15h30 dessa segunda-feira (18).

“Nós fomos comunicados pelo Ministério da Saúde de que o Estado do Pará receberia sua quantidade de vacinas completa até às 15h30 de hoje. Porém, agora são 5h15 da tarde e lamentavelmente por um problema de logística do Ministério da Saúde nos avisaram que nossas vacinas só chegarão 11h30 da noite”, disse Barbalho.

Os estados que não iniciaram a vacinação contra a Covid-19 são Rio Grande do Norte, Paraíba, Acre, Rondônia, Roraima, Pará, Distrito Federal, Sergipe, Bahia, Alagoas e Amapá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *