Juiz acata STF e libera acesso de Lula a mensagens de Moro e Dallagnol

O ministro do STF Ricardo Lewandowski havia determinado o compartilhamento já em 28 de dezembro das mensagens obtidas pela Operação Spoofing. Um juiz de Brasília, porém, descumpriu a decisão. Somente agora a defesa do ex-presidente poderá obter os materiais que deram origem à Vaza Jato

Brasil 247 – O juiz Gabriel Zago Capanema de Paiva, plantonista da 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal, determinou na noite de segunda-feira (4) o cumprimento de ordem judicial do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski que libera o acesso da defesa do ex-presidente Lula a mensagens apreendidas pela Operação Spoofing, que investigou um grupo de hackers que invadiu celulares de autoridades brasileiras, incluindo procuradores da força-tarefa da Lava Jato, o ex-juiz Sergio Moro e Jair Bolsonaro, o que deu origem à série de reportagens intitulada Vaza Jato.

“Com esse intuito, oficie-se à Divisão de Contrainteligência da Diretoria de Inteligência da Polícia Federal (…). Considerando a urgência do provimento, confiro ao presente despacho força de ofício para fins de cumprimento. Intime-se o requerente. Comunique-se o Ministro Relator acerca do teor deste despacho”, escreveu em decisão o juiz Gabriel Zago.

A decisão de Lewandowski foi proferida em 28 de dezembro. No entanto, foi descumprida por Waldemar Cláudio de Carvalho, responsável pelo plantão da 10ª Vara naquele momento. O ministro teve de reforçar sua determinação por duas vezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *