Argentina aprova reajuste trimestral para aposentadorias

No domingo, 3, o presidente argentino, Alberto Fernández, sancionou a chamada Ley de Movilidad Jubilatoria. A lei estabelece uma nova fórmula de reajuste trimestral das aposentadorias e pensões ao longo de 2021

Alberto Fernández – Foto: Esteban Collazo

Enquanto a dobradinha Bolsonaro-Guedes corta benefícios dos mais pobres, na vizinha Argentina o governo ampliou direitos dos aposentados. No último domingo, 3, o presidente argentino, Alberto Fernández, sancionou a chamada Ley de Movilidad Jubilatoria. A lei estabelece uma nova fórmula de reajuste trimestral das aposentadorias e pensões ao longo de 2021.

A norma sancionada prevê a aplicação de reajuste trimestral dos ativos previdenciários por meio de fórmula que reúne 50% da arrecadação do Anses (Administración Nacional de la Seguridad Social) e mais 50% da variação salarial medida pela evolução dos salários formais feita pelos Ministério do Trabalho (RIPTE) e os salários apurados pelo Indec, onde será cobrado o maior.

“Hoje promulgamos a Lei da Mobilidade da Aposentadoria, que prevê reajustes trimestrais para que os aposentados tenham previsão de renda”, defendeu Alberto Fernández. “Estamos convencidos de que o Estado deve estar presente para reparar as iniquidades que o mercado tem gerado. E este é um deles”, afirmou o presidente Fernández em suas redes sociais.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *