Wassef, advogado de Bolsonaro, é acusado de racismo por atendente de pizzaria

“Você é uma macaca! Você come o que te derem!”, teria dito Wassef, dono da casa onde a polícia encontrou Queiroz, a uma funcionária da Pizza Hut, que registrou boletim de ocorrência contra o advogado em uma delegacia de Brasília

O advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef, dono da casa em Atibaia onde o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, foi encontrado pela polícia, foi acusado nesta quarta-feira (11), por uma atendente de uma pizzaria, de racismo. As informações são da revista Veja.

Danielle da Cruz Oliveira, que trabalha em uma unidade da Pizza Hut no Shopping Pier 21, em Brasília, registrou um boletim de ocorrência na 1ª Delegacia de Polícia da Capital Federal por injúria racial contra o advogado. Trecho do documento foi reproduzido na reportagem da Veja sobre o caso.

No B.O., ela conta que no último domingo (8), quando atendeu Wassef na pizzaria, foi alvo de humilhações e ofensas racistas por parte do advogado, que foi até o balcão para reclamar da pizza que havia comido. Ao reclamar, ele teria perguntado à funcionária se também ela havia comido, ao que Danielle teria dito que não. “Você é uma macaca! Você come o que te derem!”, teria retrucado Wassef. O amigo da família Bolsonaro ainda teria encerrado a conversa dizendo que “de onde eu venho, serviçais não falam com o cliente”.

À polícia, Danielle contou ainda que outros funcionários da Pizza Hut testemunharam as ofensas proferidas pelo advogado. O gerente da unidade, Eduardo Alves dos Santos, inclusive, também prestou depoimento corroborando com a versão da funcionária. Essa não seria a primeira vez que o advogado, frequentador assíduo da pizzaria, teria ofendido a mesma cliente.

À reportagem da revista Veja, Wassef negou as acusações. “Isso é mentira, nunca chamei ninguém de macaco na minha vida”, declarou.

Wassef, advogado de Bolsonaro, é acusado de racismo por atendente de pizzaria

Via REVISTAFORUM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *