FLORENCE LEMBRA AO MINISTRO DE INFRAESTRUTURA QUE FERROVIA LESTE-OESTE NÃO É OBRA DO GOVERNO BOLSONARO

O deputado federal Afonso Florence (PT-BA) usou as redes sociais nesta quarta-feira (11) para criticar a fala do ministro de Infraestrutura do Governo Bolsonaro, Tarcísio Gomes de Freitas, sobre a concessão do 1º trecho da Ferrovia Oeste-Leste (FIOL) na Bahia pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Florence reagiu à postagem do ministro que diz que foi o Governo de Bolsonaro “o responsável por destravar o mais importante projeto de infraestrutura do estado”.

“Vamos refrescar a memória do ministro Tarcísio Gomes de Freitas com a VERDADE, sobre a Ferrovia Integração Oeste-Leste (FIOL). O trecho aprovado pelo TCU para a subconcessão tem 74,6%de obras concluídas, sendo que até o final do governo Dilma foram executados 71,14% da obra. Em 2016, os golpistas não finalizaram as obras”, destacou o vice líder do PT da Câmara, Afonso Florence.

O parlamentar lembrou ainda ao ministro Tarcísio que a execução física acumulada das obras até dezembro de 2016 foi de 80,47% de terraplenagem; 54,54% de drenagem; 68,44% de superestrutura e 80,07% de Obras de Artes Especiais, totalizando 71,14%. “Obras dos governos petistas”, ressaltou.
A subconcessão que recebeu a liberação para novo leilão compreende os trechos: Trecho Ilhéus/BA – Caetité/BA (536,53km): esse trecho compreende os Lotes 01F (124,99km), 02F (117,9km), 02A (Túnel de Jequié), 3F (115,36km) e 04F (178,28km). Com a obra, a ferrovia será consolidada como um corredor logístico de exportação para o escoamento de minério de ferro de Caetité, além da produção de grãos e minério do Oeste da Bahia.

Foto: Lula Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *