Bolsonaro e Salles gastam apenas 36% da verba para combater e fiscalizar queimadas

Foto: Jorge William / Agência O Globo

Neste ano em que o país enfrenta recordes de queimadas no Pantanal e na Amazônia, o Ministério do Meio Ambiente gastou 35,6% dos valores que foram autorizados para prevenção, combate e fiscalização de queimadas.

Dados levantados pelo UOL mostram que, de janeiro até o dia 22 de setembro, dos R$ 173,8 milhões liberados, foram utilizados R$ 61,8 milhões. Ou seja, a três meses para o fim do ano, o governo gastou pouco mais de um terço do que poderia ter usado contra o fogo.

O levantamento foi feito com base nos dados do Siop (Sistema Integrado de Planejamento e Orçamento) na última terça-feira (22). A reportagem analisou os valores autorizados (o que é permitido gastar) e liquidados (quando o serviço é prestado) sobre ações no Orçamento específicas para: prevenção e controle de incêndios florestais nas áreas federais prioritárias, controle e fiscalização ambiental e fiscalização ambiental e prevenção e combate a incêndios florestais.

Dentro do montante R$ 173,8 milhões, há R$ 50 milhões que foram recuperados operação Lava Jato e destinados à proteção do meio ambiente. Sobre esses valores, especificamente, foram gastos R$ 15,4 milhões.

(…)

Via UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *