Justiça Militar ignora congelamento e prevê R$ 2 milhões para novos cargos e nomeações

A Justiça Militar ignorou o impedimento da lei complementar 173 de contratação de novos servidores e incluiu a despesa na previsão do Orçamento de 2021. O órgão pretende criar 740 cargos e informou que nomeará 36 novos profissionais, ao valor total de R$ 2,050 milhões.

Procurado, o STM (Superior Tribunal Militar) não respondeu. Já o Ministério da Economia informou que não vai se manifestar sobre o assunto, citando o “princípio da autonomia administrativa e financeira do Poder Judiciário”.

Via Folha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *